Publicado por: R. Mutt | Novembro 18, 2008

O cego do Metro

“Pois podem crer que eu vou continuar a agradecer a quem tiver a bondade ou a possibilidade de me auxiliar”. Quem é que nunca ouviu esta lengalenga, tão característica das viagens pelas entranhas de Lisboa?

A fama do mendigo magro como um esparguete que circula pelas carruagens do metro com uma precisão milimétrica, a cantarolar em jeito hip-hop minimalista esta letra, enquanto marca o ritmo com um ferrinho, uma bengala e um mealheiro de madeira, ultrapassou fronteiras e é já um ícone dos mendigos alfacinhas em todo o mundo, ou quase. Basta fazer uma pesquisa no Youtube por “cego do metro“.

O homem não é propriamente um modelo de boa educação, por isso, não é raro ouvi-lo insultar os passageiros quando a esmola não abunda. Mas que tem um sentido rítmico do caraças, lá isso tem!


Responses

  1. Ontem o cego do metro foi muito educado comigo :O deve ser o espirito natalicio… tropeçou na minha pessoa e disse “perdão. dá-me licença?” 😛

    Bom Natal!

  2. Confessa lá… deste-lhe uma nota de 5.

  3. sempre achei contraditório o texto do cego do metro, reparem – quem tiver a bondade OU a possibilidade de me auxiliar!

    • Não acho contraditório. É mais oportunista. Se a pessoa não for bondosa para dar esmola pode sempre meter moeda pelo simples facto de ter em abundância.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: